Centros de Habitação Temporária

No início da década 80, em consequência da vinda de imensos novos imigrantes do continente que entraram em Macau, resultou rapidamente um aumento do número de barracas. Durante o período de 1986 a 1992, o Governo, para melhorar o ambiente habitacional dos habitantes das barracas, construiu vários centros de habitação temporária para alojar provisoriamente as famílias cujas barracas eram erradicadas pelo Governo, ou não estando em conformidade com os requisitos de alojamento da habitação social ou pela aquisição de habitação económica. Os bairros construídos naquela altura, são os seguintes:

1986 - CHT do Arco-Íris - 60 fracções;
1986 - CHT da Ilha Verde - 120 fracções;
1986 - CHT da Taipa - 234 fracções; 
1990 - CHT da Norte Patane - 211 fracções;
1992 - CHT da Areia Preta - 600 fracções.

Actualmente, além do Centro de Habitação Temporária Norte do Patane é destinado para sede, os restantes centros de habitação temporárias já foram destruídos.